Lendo

Acupuntura Achi-LIna Bardi, por Zé Celso

Acupuntura Achi-LIna Bardi, por Zé Celso

por Zé Celso

Uma Expedição de Artistas do Teatro Oficina Uzyna Uzona num “Ônibus Chamado AchiLina Bardi” percorrerá dia 20, sábado, as Selvas da Cidade de SamPã, realizando uma “Acupuntura no Corpo da Metrópole Infartada”, nos pontos onde encontram-se as Obras deste “arquiteto”, que mesmo após sua morte em 1992 é considerado o mais contemporâneo da Era Mundial Pós Liberal.

Urbanistas, Arquitetos, Artistas, Estudantes de toda Terra tem vindo ao Brasil em busca da atualidade misteriosamente poderosa e irradiadora de seus trabalhos. Somos no Terreiro Elektrôniko do Teat(r)o Oficina testemunhas deste interesse internacional na criadora da “Arqueologia Urbana”.

Nosso trabalho está em sintonía com muitos outros, como Exposições no Sesc Pompeia e na Casa de Vidro no Morumbi, primeira casa de Lina.

O Percurso deste Ônibus coincide com a forma de uma Águia, como Lina traz, mais que em seu nome de batismo, Achilina, em sua visão magnetizadora do Infinito Urbano desta Cidade.

Quando fazíamos “Nas Selva das Cidades, 1º encontro de Lina com o Oficina, através das mãos de Glauber Rocha, peça em q Brecht apocalíptico profetizava: “destas cidades nada restará senão o vento q passa por ela”, nós dizíamos… nada restará a não ser o Vão do MASP.

Vamos filmar suas Obras numa jornada de acupuntura em seus os pontos de vibração revitalizadores da Cidade.


Visualizar Um ônibus chamado Achi-Lina Bardi em um mapa maior