Lendo

Condephaat libera construção de uma torre do proje...

Condephaat libera construção de uma torre do projeto SS

Recentemente o Oficina tomou conhecimento do andamento do projeto de construção de três torres imobiliárias pela Sisan Empreendimentos, braço imobiliário do conglomerado de empresas do Grupo Silvio Santos.

O projeto no entorno do Oficina, que desde 2001 era o da construção de um shopping-center, transformou-se em 2009 na construção de três torres residenciais depois que foram realizadas pesquisas de vocação da área, conforme informou o ex-presidente do grupo SS, afastado depois da crise do Panamericano, Sebastião Sandoval.

De acordo com ofício aqui publicado, o Condephaat, em resposta ao Ministério Público Federal que investiga as intenções do grupo Silvio Santos para o entorno do Oficina – teatro tombado pelo patrimônio histórico municipal, estadual e federal – dá parecer sobre a divisão do projeto do grupo SS em duas partes: 2 torres voltadas para a Rua Jaceguai, e outra para a Rua Santo Amaro.

Em documento anterior, de setembro de 2010, o Condephaat descreve a síntese de decisão tomada autorizando a construção da torre voltada para a Rua Santo Amaro, contrariando o cuidado de analisar os 300 metros de entorno ao bem tombado.

Em resposta ao Ministério Público o Intituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, emitiu ofício no dia 14 de julho de 2010, menos de um mês após o tombamento nacional do Oficina, dando conta das definições do ato, e esclarecendo que a área envoltória também tombada a fim de proteger o bem histórico ainda será definida em ata. Este documento também publicamos aqui.

clique para ampliar: