Lendo

Noites Antropófagas #05 | Era o Hotel Cambridge + ...

Noites Antropófagas #05 | Era o Hotel Cambridge + Na Missão com Kadu

Encerrando nossa primeira temporada de Noites Antropófagas
celebramos a força das conexões políticas entre cosmos
no calor gostoso dessa primavera-verãona próxima quinta (21) às 19H, DIA DA ÁRVORE (IÁ, Cezalpina!)
as noites antropófagas recebem pr’ essa noite especial o filme
ERA O HOTEL CAMBRIDGE, de Eliane Caffé + o documentário
NA MISSÃO COM KADU, d Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito + BAR STRUME UND MANGUE com a presença querida do Pitchou Luambo tocando a cozinha com as maravilhas da culinária congolesaPERDE NÃO!

+no evento!

O terreyro eletrônico abre desde às 18h
com BAR + tyazo das Noites Antropófagas

A EXIBIÇÃO DOS FILMES COMEÇA ÀS 19H

ESSA SEMANA MEIA PARA TODOS! R$ 10

*

ERA O HOTEL CAMBRIDGE | SINOPSE

Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas.

Ficção | 12 anos | 93 min | Brasil

Direção: Eliane Caffé
Elenco: Carmen Silva, Isam Ahmad Issa, José Dumont, Suely Franco, Thaíssa Carvalho, Pitchou Luambo
Gênero: Drama

NA MISSÃO COM KADU | SINOPSE 

No maior conflito fundiário urbano da América Latina, companheiras e companheiros da região ocupada da Izidora marcham pela moradia digna. Cineasta e liderança, Kadu, leva sua câmera para a marcha e nela traz de volta alguns registros do dia 19/5. À beira do fogo ele relembra o dia, a luta e o sonho.

Duração: 25 min,
Gênero: Documentário
Diretores: Aiano Bemfica, Kadu Freitas, Pedro Maia de Brito
Ano: 2016

AS NOITES ANTROPÓFAGAS
as noites antropófagas são encontros sazonais no terreyro eletrônico, que começaram na última quarta (16/8), com a exibição do filme O Rei da Vela, no teat(r)o oficina. no fogo de expansão da universidade antropófaga, essas noites desejam conectar presenças na força dos encontros. encontros de potências, de visões de mundo, de desejos… de toda espécie de gente inflamada, por ofício y paixão, em devir ventania em contracenação com as incertezas políticas do agora, em contracenação com o fascismo enlatado que precisa ser despedaçado, comido, cozido, não crú!

inspirados no rito de macumba antropófaga, em cartaz até 24 de setembro, y na poesia encarnada d oswald d andrade no manifesto antropófago, convidamos diferentes potências para nos presentearem com suas visões de mundo y nos devorarmos juntos, nesse terreyro, no fogo da antropofagia como direção estética, política y tesuda da vida.

na antropofagia o ato de comer nunca é dissociado de sentido. as tribos antropófagas devoravam humanos principalmente em duas situações: os parentes mortos, para que não fossem devorados pela terra fria, sendo reservado aos entes queridos o calor da deglutição; e os inimigos sacros, para que fosse absorvida sua força. esse ato tem como finalidade a transformação permanente do Tabu em Totem.

um banquete antropófago é justamente um rito de adoração da adversidade, que abomina práticas de neutralização ou extinção de outras culturas, pensamentos, estéticas e visões de mundo.

com o fascismo crescente hoje na direita e na esquerda — no desejo de aniquilação das diferenças, é justamente a perspectiva antropófaga que deveria entrar em cena como filosofia política, como experiência de contracenação, como prática de remoção dos antolhos para ver o antagonista com olhos livres.

Lina Bardi nos ensinou a nunca parar de criar, mesmo no que ela chamava de “precariedade radical”. o artista, sobretudo na arte teatral, não pode esperar por condições ideais, não pode jamais deixar de estar preparando-se pra estar em cena, estando sempre n’ela dentro e fora do teat(r)o. a macumba antropófaga foi realizada desta maneira neste ano de desmonte da cultura, quando a companhia perdeu também o patrocínio da petrobras… y assim seguimos com os encontros expandidos, transando outras linguagens y artes nas noites antropófagas! em tempos d cri$e y insurreição: é preciso muita felicidade guerreira y fogo d re-existência pra transformação do tabu em totem!

acreditar no sinais
instrumentos
estrelas

… a alegria é a prova dos 9 !

SERVIÇOS
Data: QUI 21 de setembro
Horário: 19H
Ingressos: R$ 20 inteira R$ 10 meia Bixiga R$ 5
Local: Teat(r)o Oficina (Rua Jaceguai, 520, Bixiga. Tel:11 31062818)
SEJA UM CO-PRODUTOR DO TEAT(R)O OFICINA: http://teatroficina.org/


RELATED POST

COMMENTS ARE OFF THIS POST

Creampie
Anal
Threesome
Threesome
Anal
Blowjob
Threesome
Orgy
Orgy
Threesome