Gardner Minshew II Jersey Daniel Jones Womens Jersey  O que foi publicado sobre Pra dar um fim no juízo de Deus – Teat(r)o Oficina
Lendo

O que foi publicado sobre Pra dar um fim no juízo ...

O que foi publicado sobre Pra dar um fim no juízo de Deus

“O espetáculo, apresentado na Casa das Rosas, no sábado de Carnaval, é a encenação levada à sua essência física, sem máscara. Sem cenário, quase sem figurino. Ainda assim e com um texto que pouco tem de compreensível, resulta transparente, com palavras e uma alegoria que ecoam na memória dos mais resistentes. Quando baixa a guarda, mesmo depois da apresentação, descobre-se que a afirmação da carne diante do incorpóreo, do homem diante de Deus, feita abusivamente na montagem, nada tem de gratuitamente chocante. Não faltam motivos para choque. Um ator, como dizer, defeca em cena. Outro se masturba até o fim. Outro tira seu sangue em seringa, que é por sua vez jorrado sobre uma ferradura. É a afirmação da carne – de um ritual de índios mexicanos, de descrucificação, contra a cruz do conquistador espanhol. Artaud revoltou-se contra Cristo, o próprio, que, diante de Deus, abdicou de seu corpo. Na montagem, é quando está mais presente a interpretação sarcástica, carnavalesca de Marcelo Drummond. É quem anuncia, às gargalhadas, “Deus é merda”.
No fim, Zé Celso, com uma atuação doce, carinhosa que só os mais rancorosos podem julgar ofensiva, anuncia que, agora que a matéria está vencendo e todos estão em favor do homem, é hora de virar o homem do avesso. Emascular o homem.
Uma alegoria para a existência humana, mas sobretudo uma alegoria para o teatro, que não surge mais como vida, mas uma vida ao avesso, e maior.”
Nelson de Sá, Folha de São Paulo, 11/2/97

“Com a lucidez de sempre, o grupo encenou Pra dar um fim ao juízo de Deus, texto de Antonin Artaud dramatizando a vontade de transubstanciação do corpo em espírito. Sangue e dejetos se transformam em signos por força da magia do intelecto. Num instante se compreende a raiz de todo teatro.”
Mariangela Alves de Lima, O Estado de São Paulo, 20/2/97


Mitch Wishnowsky Womens Jersey