Vado (Marcelo Drummond), Neusa Sueli (Sylvia Prado) e Veludo (Tony Reis) - foto: igor Marotti

Navalha na Carne é uma das obras mais encenadas do dramaturgo Plínio Marcos e é considerada por muitos sua obra-prima. Nessa montagem de Marcelo Drummond, o jogo cênico contundente entre os três atores revela almas sangradas pela solidão e pelas dores de cada personagem; mas revela também o silêncio e a precisão dramatúrgica da poesia de Plínio, para muito além do estigma de autor de textos desbocados e cheios de fúria. Tudo isso reforçado pela presença do vídeo, da luz, do cenário e do som, tão presentes quanto a violência cotidiana das relações humanas vivida em cena.

Marcelo Drummond é Vado, gigolô violento e sarcástico; Sylvia Prado é Neusa Sueli, prostituta decadente e explorada por Vado; Tony Reis é Veludo, homossexual que trabalha como faxineiro. Juntos num pequeno quarto, eles criam um microuniverso guiado por uma contínua disputa de domínio do poder. Assim, estabelecem um jogo onde misturam sedução, força física, humilhação e sarcasmo em diálogos carregados da força que tornou Plínio Marcos uma referência no Teatro nacional.

A montagem de Navalha na Carne pelo Teatro Oficina estreou sua primeira versão em outubro de 2015, dentro do projeto Plínio Marcos 80 anos, com curadoria de Silvio Guindane para o SESI-SP, quando fez quatro sessões com ingressos esgotados. Depois seguiu para temporadas no Teat(r)o Oficina com mais de 50 apresentações e sucesso de público e crítica. Em 2016 viajou para Niterói-RJ para duas apresentações lotadas no Teatro da UFF. Em janeiro de 2017, a peça desembarcou em Fortaleza-CE, para duas sessões durante a 10ª Bienal da UNE.

FICHA TÉCNICA

 

DIREÇÃO: Marcelo Drummond

ELENCO:  Sylvia Prado (Neusa Sueli)

                       Marcelo Drummond (Vado)

                       Tony Reis (Veludo)

DIREÇÃO DE CENA: Otto Barros

ILUMINAÇÃO: Luana Della Crist e Pedro Felizes

ARQUITETURA CÊNICA: Marília Gallmeister e Carila Marzenbacher

FIGURINO: Vera Valdez

CINEMA AO VIVO: Igor Marotti (câmera) e Pedro Salim (corte)

OPERAÇÃO DE SOM: Clevinho Ferreira

SONOPLASTIA: Jean Carlos Menezes

DESIGN GRÁFICO E FOTOGRAFIAS: Igor Marotti

PRODUÇÃO: Anderson Puchetti

PRODUÇÃO LOCAL: Ana Sette

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Brenda Amaral