Lendo

Sobre “Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada̶...

Sobre “Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada”

Camila Mota e Sylvia Prado mais uma vez dão vida a Cacilda Becker, nesta que será a última montagem da produção recente do Oficina sobre a vida e obra da atriz dentro da “ODISSEIA” – que ainda possui peças inéditas a serem vividas, mas esses novos percursos devem ser retomados somente em dois anos, tempo em que o Oficina Uzyna Uzona mergulhará em textos de Oswald de Andrade, Shakespeare, Nelson Rodrigues ou de inesperadas invenções que surgirem.

A atriz carioca Joana Medeiros entra no jogo como Tônia Carrero, ao lado de Marcelo Drummond (Diretor do Teatro Berrini, Paulo Autran e Creonte), Zé Celso (Zampari Papaizão e Frei Reginaldo Tirésias), Roderick Himeros (Adolfo Celi) e mais 13 atores da Cia. Oficina e da Universidade Antropófaga (confira todo o “Tyazo aqui”:http://teatroficina.com.br/menus/45/posts/800).

Em cena estão também a Banda Oficina, interpretando ao vivo a trilha sonora original desta nova Ópera de Carnaval Brazyleira, que tem ainda iluminação de Renato Banti, arquitetura cênica e pesquisa de figurinos coordenados por Marília Gallmeister, preparação vocal de Letícia Coura, direção de cena de Otto Barros, direção de produção de Ana Rúbia Melo, “CoroGrafia” de Daniel Kairoz e captação/transmissão audiovisual de Ivan Vinagre e Igor Marotti. Juntos a todos os 54 atuadores, de todas as áreas, fazem o CORO UZYNA UZONA e enfrentam o desconhecido, o despedaçamento necessário para a chegada da Paixão Teat(r)o ligada à presença, pulsão e atuação do Público, Pequena Multidão que atua como o Povo do Mundo de 2014.

*Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada*

No Teatro Berrini de Comédia, artistas se preparam para o ensaio de “Seis Personagens à Procura de um Autor”, de Pirandello. É o primeiro ensaio da noite. Provocados pelos Coros de Pega Fogo das ruas do mundo, “Seis personagens à Procura da Peça que desvende a Travessia dos Vivos e Mortos dos dias de Hoje para a Ethernidade” penetram juntos na “Incubadeira Virtual” desse novo TBC. Não são fantasmas; são personagens com desejo de atuação para exercer o poder da presença, contracenando entre Vivos e Mortos para dissolver barreiras de classes entre Teat(r)os antagônicos.

Todos estão em cena formando uma cartografia dos polos humanos, em dois Coros. As seis personagens não procuram mais um autor; buscam, como todos, a própria encenação da peça. Tentam levar os atores no Teatro Berrini de Comédia a viver a linha da paixão essencial para o seu Phoder, buscando a recriação do Teat(r)o como Jogo do Universo.

Para isso, as paixões humanas devem ser revividas e atravessadas na Casa do Drama de “A Dama das Camélias”, quando Tônia Carrero chega para fazer “Tico-Tico no Fubá” na Fábrica de Cinema Vera Cruz, transformando-se no novo foco da paixão de Adolfo Celi.

Neste segundo ensaio da noite, a Divina Afrodite depõe a Monarquia do TBC.

Cacilda sai, então, da Casa do Drama e faz o derradeiro percurso: o duro aprendizado como Antígone na Tragédia Grega, onde termina por devorar sua paixão morta para eternizá-la em suas entranhas de atriz. Fim do terceiro ensaio e saída para outros percursos de sua Odisseia.

*A “ODISSEIA DAS CACILDAS!!!!!!!!!”*

Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada é o novo musical que integra a “odisseia das CACILDAS!!!!!!!!!”, escrita por José Celso Martinez Corrêa e Marcelo Drummond para ser produzida em montagens independentes, mas complementares. Em 1998, a Associação Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona estreou” Cacilda!” (com uma exclamação), focado na infância e no coma da atriz. Em 2009, “Estrela Brazyleira a Vagar – Cacilda!!” (com duas exclamações) estreou para dar luz aos primeiros anos de teatro nas Companhias cariocas da menina que havia sido até então bailarina.

“Cacilda!!! Glória no TBC e 68 AquiAgora” (com as três exclamações) estreou em 2013 e é dividida em dois atos, separados na história por 20 anos: no primeiro, o fim da década de 1940, quando a atriz foi a primeira contratada do TBC e, no segundo ato, o último ano de sua vida, quando ela foi para a rua lutar contra a censura junto às multidões que no mundo inteiro criaram o movimento de 1968. “Cacilda!!!! A Fábrica de Cinema & Teatro” (com quatro exclamações) estreou em dezembro de 2013 e revela a fase em que a Atriz entrega-se com sua VidaArte à indústria de transformação cultural da Fábrica de Teat(r)o e Cinema: o TBC e a Cia. Cinematográfica Vera Cruz. Já em “Walmor & Cacilda 64: Robogolpe”, que chegou ao público em abril de 2014, o Oficina reinterpretou o golpe militar no Brasil a partir de sua relação e de seus efeitos na arte e cultura nacionais. Agora, com Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada, uma nova camada da “ODISSEIA” é revelada, penetrando com ainda mais paixão nesse labirinto que reflete a história do próprio Teatro Moderno Brasileiro.

Leia o texto do diretor Zé Celso sobre “Cacilda!!!!! A Rainha Decapitada”:http://blogdozecelso.wordpress.com/2014/07/11/percursos-dos-tres-labirintos-da-odisseia-em-cacilda/


Mitch Wishnowsky Womens Jersey